sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Arquétipos II: Todo símbolo é energia e informação. Todo símbolo por si mesmo produz um resultado em termos de neurotransmissores produzidos em quem usa ou quem o vê.

Todo símbolo é energia e informação. Todo símbolo por si mesmo produz um resultado em termos de neurotransmissores produzidos em quem usa ou quem o vê.
Esse é o fundamento de toda a publicidade. O uso de arquétipos para criar neuro-associações com um determinado produto ou ideia.
Todo símbolo manipula energia de um jeito ou de outro. E influencia imediatamente que o usa ou quem o vê. Nesse sentido todo símbolo é mágico, porque manipula a realidade para o bem ou para o mal.
O poder que existe num símbolo é imenso. Para o bem ou para o mal.
A suástica foi escolhida justamente pela sua capacidade de mobilizar tremendas quantidades de energia. Até hoje ela é mostrada distorcida para que não mobilize as massas como fez na Segunda Guerra Mundial. Todo arquétipo mexe com energias primordiais e telúricas. É preciso saber muito bem o que se está fazendo com um símbolo. O resultado é inevitável.
Hoje em dia muitos jovens estão usando caveiras nas suas roupas. Caveira é um símbolo de morte e atrai morte. Um evento recente deveria servir de alerta.
Se as pessoas sabem o que o símbolo representa ou não, é irrelevante. Ele funcionará de qualquer forma.
Colocar uma águia num empreendimento comercial afastará os clientes. Anos atrás numa palestra uma pessoa comentou que uma empresa de recursos humanos em Santo André, tinha uma águia na fachada. Eles esperavam atrair muitas pessoas interessadas em empregos, mas praticamente ninguém entrava na empresa para fazer uma ficha. Eles perguntaram por que? Eu disse que só entravam pessoas de terno e gravata por causa da águia. É um símbolo para empresários. O povo não entrava de forma alguma na empresa e era justamente esse público que eles queriam. Eles não sabiam o efeito que a águia provocava e mesmo assim a estavam usando.
Vários alunos perderam o emprego depois que levaram uma águia para dentro da empresa e colocaram na mesa de trabalho. Professoras foram exoneradas no mesmo dia em que puseram a águia. Diretores só usam cavalos como símbolo, porque a águia só é usada pelo presidente. Vários casamentos terminaram depois que um pôster de águia foi colocado na sala de tv ou uma estátua de águia. Em uma semana o marido foi embora ou a empregada pediu demissão. Isso é um exemplo de que é preciso ter muito cuidado com um símbolo. Em maio farei duas palestras sobre o tema em São Paulo.
Quem conhece o que é um “ponto riscado” sabe do poder tremendo que emana do símbolo. Isso não é brincadeira para crianças. Mexer com arquétipos é mexer com a energia mais poderosa que existe. Os Arquétipos foram as primeiras emanações do Todo. São o próprio Todo individualizado.
Já expliquei que não se mistura uma energia com outra. Isso depende de muitas variáveis. Deve-se escolher com que tipo de energia se quer trabalhar. Ocultismo não é para amadores.
Quem quiser se aprofundar no tema deve tomar sérias precauções antes de usar o conhecimento.
Hélio Couto
www.heliocouto.com

3 comentários:

Postar um comentário